terça-feira, 23 de maio de 2017

O que fazer com as informações que o mundo traz para nossos filhos?


Certo dia, tive o privilégio de ouvir do Paulo Caruso Afonso Roca um exemplo bem simples mas que ajuda bastante na imagem de como as informações aparecem .

Ele disse assim:

" Se você deixar uma geladeira e um fogão em um apartamento fechado na praia, por exemplo, Santos ou Guarujá a maresia irá corroer. Mesmo que você vede os buracos das portas,coloque cortinas, a maresia irá entrar e corroer".

 Com isso, ele queria mostrar que seu filho aprenderá com você e com o mundo. Não se sabe por onde vêm as informações, mas elas chegam.

 O mundo ajuda na criação dos nossos filhos querendo ou não.

 Por isso, acredito que vale ressaltar a importância dos limites. Os pais não podem ter receio na imposição dos limites. Nossos filhos precisam deles para distinguirem o certo do errado.

As coisas precisam ocorrer no tempo certo, no momento certo. Nós temos a responsabilidade sobre isso. Não podemos acelerar nada fora desse tempo.

Vou levantar algumas perguntas para os educadores ficarem atentos e não promoverem essas acelerações:

1) Filme- Ele é próprio para a idade de seu filho?

2) Programas de TV - Eles assistem livremente os canais que passam na rede aberta ou fechada? Você supervisiona isso?

3) Celular- Você dá um celular para seu filho por necessidade ou porque todos os amigos dele o têm?

4) Jogos de internet, videogame...- Seu filho tem um tempo limitado para esses jogos ou ele brinca o tempo que ele julga estar bom?

5) Presentes- Seu filho não passa vontade? Tudo o que ele deseja é realizado?

Filmes e programas de TV têm  idade limitada. Permitir que assistam sem que tenham a idade correta é acelerar e estimular conteúdos para os quais eles não estão prontos/maduros.

Os jogos de videogame, celular... são viciantes. Existem pessoas sendo internadas por vícios de jogos. O tempo para mexerem nos jogos deve ser estipulado pelos pais.

Os pais precisam compreender que algumas coisas não devem ser abertas aos filhos para argumentações.

A não permissão de algumas coisas também ajuda no crescimento dos filhos. Eles precisam amadurecer com o que lhes  cabe no momento.

Se seu filho é pequeno e não quer  tomar banho, você não pode simplesmente ceder à sua vontade. Por vezes,  impor que aquilo é o correto, é  funcional e fará seu filho evoluir. Claro que essas ordens, são sempre acompanhadas do amor e não da raiva.

Ensine seu filho valorizar o que possui. É preciso ensinar a batalhar pelo que se deseja. Mostre que aprender a esperar faz parte e que a Paciência é geradora de muito crescimento.

As informações irão bater na porta de seu filho mas, se estiver bem preparado, possivelmente ele terá discernimento para saber se deve ou não abri-la.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

E agora?





⁠⁠⁠"E agora?"

Quero que meus filhos cresçam dando valor às coisas simples, que reconheçam que a FORÇA está nos exemplos de pessoas ao nosso redor mas, que principalmente, está dentro de nós mesmos. Força essa que deve existir para se enfrentar qualquer desafio que  surgir na vida. Quem não quer ver os filhos fortes enfrentando seus desafios e encontrando a felicidade?

Pois é...
Fui diagnosticada de linfoma de hodgkin faz dois meses.

Meu blog não foi criado para falar sobre câncer e doenças. Ele foi criado para falar sobre educação, processos de aprendizados, crescimento, VIDA.

Neste momento , um turbilhão de sensações e emoções vem à tona! E agora ?

Deixo meus ouvidos do coração bem abertos, para escutar a voz que fala dentro de mim. A voz que um dia definiu  ser FELIZ e que quer fazer os outros FELIZES!

Sabemos que por vezes estressamos quando testes assim acontecem, os sentimentos borbulham...
Mas, Sou mãe, tenho dois filhos maravilhosos e mesmo na turbulência eu sei que só me cabe agradecer.
O dia das mães está chegando e todas as mães sabem que os filhos são fontes inesgotáveis de Força.

A notícia foi dada à eles em doses homeopáticas e procurei passar da maneira mais leve possível.
Meus filhos tem um registro bem recente dessa doença pois, minha mãe (uma guerreira por sinal), passou por um processo parecido com o meu e acabou a quimeoterapia dois meses antes de eu descobrir que  também estava com câncer.
As crianças vivenciaram a queda de cabelo dela, e outras coisas mais. Quando eu contei para meus filhos que  estava com a mesma coisa que a vovó, o meu menor disse que não queria que eu ficasse careca. Eu completei sua fala, mostrando que esse também não é meu desejo, mas que não estava em minhas mãos decidir isso.
Nesse momento, ele olhou para mim e fez o seguinte comentário :
- "Mamãe, quer saber, você é linda de qualquer jeito!"

E entre essas e outras eu vou ganhando forças para superar esse obstáculo.
Nesse processo, estou passando por alguns momentos mágicos. Sim, momentos mágicos de descoberta de Amigos Verdadeiros, Família unida, Filhos encorajadores, Marido ímpar....
Olha, não tem como não falar um pouquinho mais do marido. Kkk
Ele vem me apresentando mais e mais e a cada dia o significado do AMOR. Do amor que dá sem pedir troca. Do amor que sente e não só fala.
Meus filhos também, da maneira mais simples e pura com seus abraços, beijos e palavras de carinho.
Acredito que somos regidos por algo muito GRANDE, para que episódios assim ocorram em nossas vidas e, devido a isso, eu aceito e agradeço. Isso não quer dizer que me conforta estar assim! Não, pelo contrário, isso me impulsiona a ser melhor.
Fui na escola dos meus filhos falar com a professora de cada um para saber como eles estão e se algo mudou. Mas, a certeza de que estamos passando para eles o melhor possível desse processo veio através da resposta delas.:
-"Sério!? Nem imaginei que você estivesse passando por isso! O Felipe está super bem. A Bianca está super bem!"
Divido praticamente tudo com eles, afinal, não é por acaso que também estão passando por isso.
Resolvi contar para o mundo pois, acho que essa fase é um prato cheio para quem quer crescer.
Disponibilizo essa vivência para todos que quiserem tirar um bom proveito da minha experiência. Entre e fique à vontade!
Quando eu faço a quimeo, eu brinco que vou para um SPA. Kkk. Melhor brincar do que sofrer, não é mesmo?  😕
Me trato no Hospital Oswaldo Cruz. E aqui (estou fazendo um procedimento nesse momento enquanto escrevo), tem um jardim delícia, comidinhas saudáveis e funcionários super simpáticos e solicitos.  (isso não é propaganda, e sim constatação).
Muita gente não consegue esse tipo de tratamento e esse é mais um motivo para agradecer.
As pessoas me oferecem serviços alternativos como massagens, terapias, Chá disso, chá daquilo... Eu não me incomodo, sei que as pessoas estão querendo ajudar e isso só traz boas vibrações.

E agora?
Agora quero que essa doença desapareça de dentro de mim. Agora!
Que esse "trem" evapore, Agora!

Mas, o que mais desejo é que fique em mim todo o ensinamento que isso tudo me vem trazendo para Sempre!!!❤