quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Filhos Únicos

  Existe uma cobrança muito grande da sociedade com relação a vários assuntos e um dos mais discutidos é o FILHO ÚNICO.
  Por variados motivos, as pessoas decidem ter apenas um filho. Alguns não podem ter mais, outros simplesmente optam por não ter mais. 
  Penso que a experiência de ter irmãos ajuda muito no crescimento como um todo, mas isso não significa que quem não tem irmãos não se desenvolverá.
  Acredito que toda criança que recebe estímulos de amor, carinho e sensoriais, tem um desenvolvimento saudável.
  Porém, alguns cuidados são necessários nas famílias de filhos únicos pois, a tendência de serem mais superprotegidos é grande.


 Quero apenas ressaltar o cuidado que os pais devem ter para não SuperProteger! 
  Coloque atenção para deixar seu filho ir em busca das resoluções de seus conflitos.
  Quando se tem irmãos, ao brigarem, as mães costumam dizer: - "Vai resolver com seu irmão".
  E quando se tem filho único,  o que dizer?
  É simples,  diga assim: - "Vá resolver com seu amigo, com seu primo, com seu pai...."
  Na verdade, sempre, em qualquer situação, ajude seu filho chegar a uma solução, pois o mérito da resolução da discórdia será DELE. 
  Propicie momentos com outras crianças sempre que puder, assim, o processo de crescimento se enriquece e os pais conseguem perceber com mais facilidade onde o filho precisa ter mais independência.
  Assim, quando for mais velho, conseguirá enfrentar tudo com mais segurança.
  Vejo vários benefícios na criação dos "sozinhos", assim como vejo outros na criação dos que possuem irmãos. 
  O que vale mesmo, é lembrar que todos os filhos são ÚNICOS e devemos estar atentos para fazê-los serem FORTES!